churrasco-gaucho

Melhor Curso de Maquiagem Online. Satisfação Total ou Dinheiro de Volta, Confira!↓ ↓ ↓

A saúde do coração dos gaúchos corre sérios riscos. O churrasco pode estar com os dias contados no cardápio.

O Rio Grande do Sul está em primeiro lugar no ranking brasileiro de obesidade e sobrepeso. As doenças cardiovasculares decorrentes deste problema já podem ser consideradas como epidemia.

Em 30 anos o Brasil pode se tornar o campeão mundial de doenças do coração, superando os Estados Unidos.

Os dados foram divulgados pela Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul (Socergs) segundo uma pesquisa realizada em julho deste ano pelo Instituto Methodus.

Em Pelotas 115 pessoas foram entrevistadas. Deste universo, 40,2% estão com sobrepeso e 8,9% considerados com obesidade moderada.

Índices esses que ultrapassam Porto Alegre, onde dos 400 entrevistados, 36,8% foram avaliados com sobrepeso.

Fatores de risco

Cinco são os fatores de risco ligados às doenças cardiovasculares:

  • Tabagismo
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Sedentarismo
  • Obesidade

Leivas afirmou que o fumo é o motivo principal de doenças do coração. Questionados sobre o consumo de cigarros 19,1% dos Pelotenses se declararam fumantes.

De acordo com Leivas, no Rio Grande do Sul a queda do consumo de tabaco é menor em relação a qualquer outro estado do país.

Os homens ainda fumam mais que as mulheres. Entretanto o número de fumantes cresce entre os adolescentes.

Em Segundo Lugar Estão os Maus Hábitos Alimentares

A carne vermelha e o excesso de sal também são grandes vilões nesses resultados.

Crianças obesas
“Criança gorda não é criança saudável. Os pais precisam aprender isso de uma vez por todas”, explicou Leivas.

Muito tempo em frente ao computador, à televisão e ao videogame, aliado a uma alimentação baseada em fast foods, salgadinhos, refrigerantes e doces, somados a pouca ou a nenhuma atividade física.

O resultado disso são meninos e meninas com peso excessivo.

Recomendado para você:

Fonte:

Salvar

Salvar

Salvar

Ranking de Obesidade no País
5 (100%) 2 votes