arteria-bloqueada-por-colesterol

Se o seu colesterol anda rastejando para cima, o seu médico provavelmente poderá sugerir uma dieta e exercícios físicos, pois esses são os pilares fundamentais que irá fazer seu coração funcionar corretamente, o que vai deixar seu corpo bem mais saudável, além de contribuir para diminuir o colesterol ruim (LDL).

E se você preferir por fazer apenas uma mudança de cada vez, você poderá começar com uma dieta por exemplo.

Uma das principais análises de vários ensaios controlados, envolvendo centenas de homens e mulheres descobriram que uma mudança na dieta pode reduzir o LDL e colesterol total, enquanto que o exercício sozinho não teve nenhum efeito significativo na redução do LDL e colesterol total.

(No entanto, com a adição de exercício aeróbico, aliado a uma dieta, conseguiu se atingir com maior eficácia os efeitos  hipolipemiantes (mecanismos de ação) de uma dieta saudável para o coração.)

Os pesquisadores concluíram nesse estudo que as dietas que mais deram resultados, foram as de baixo teor de gordura trans e saturadas.

De acordo com Kathy McManus, diretora do Departamento de Nutrição em Brigham e do Hospital da Mulher, comer pensando no colesterol LDL (ruim) não deve ser considerado um exercício de auto-privação. Enquanto você estiver evitando comer alguns lanches e fast-foods, você poderá substitui-los por outros alimentos igualmente saborosos.

“Necessariamente, você não tem que seguir uma abordagem do tudo ou nada. Realmente é uma questão de bom senso”, diz Kathy. Ela sugere algumas maneiras práticas que podemos adotar para começarmos a obter um maior controle em nosso colesterol. Confira.

Elimine as Gorduras Trans e Gorduras Saturadas

alimentos-com-gordura-transQue ela faz mal todos nós sabemos, mas afinal o que é esse tipo de gordura que a tempos  tem tirado o sono de muita gente?

Basicamente é uma gordura modificada que é muito utilizada pela indústria alimentícia, fazendo com que o sabor e o tempo de conservação dos produtos aumentem consideravelmente.

A vilã está presente em alguns ingredientes, como gorduras vegetais, hidrogenadas, margarinas, entre outros.

Para recuperar a saúde após tantos anos de consumo, a nutricionista indica uma dieta anti-inflamatória e de baixo índice glicêmico, isso para melhorar o quadro metabólico.

Incluam no cardápio cereal integral, tubérculos, como batata-doce, inhame e aipim, proteínas de origem vegetal encontradas na quinoa, no grão-de-bico e na lentilha, as de origem animal magro e gorduras boas, como óleo de coco, abacate, oleaginosas e o azeite.

Coma mais Gorduras Poliisaturadas e Monoinsaturadas

Tanto os ácidos graxos poliinsaturados quanto os monoinsaturados ajudam a diminuir o LDL.

A maioria dos óleos derivados de plantas, incluindo canola, cártamo, girassol, azeitona, semente de uva, e óleo de amendoim, são muito ricos em ácidos graxos.

Os peixes gordos (como salmão, atum, truta, arenque e cavala), sementes, nozes, abacate e soja também são grandes fontes.

Abuse das Frutas e dos Legumes Coloridos

Frutas e legumes têm muitos ingredientes que reduzem o colesterol, incluindo fibras, moléculas de bloqueio de colesterol, os chamados esteróis e estanóis.

Os esteróis e estanóis vegetais apresentam uma estrutura muito semelhante à do colesterol.

Estudos revelam que o consumo de 3g de esteróis e estanóis vegetais por dia é capaz de reduzir o colesterol sanguíneo, contudo não foram conseguidas reduções adicionais com consumos superiores a 3g.

O consumo diário de 2g destes compostos resulta normalmente numa redução do colesterol LDL em 10% do seu valor.

Quando combinado este consumo com uma dieta saudável, pobre em gordura saturada, pode atingir-se uma redução na ordem dos 15%.

Com base em dados epidemiológicos, é estimada que uma redução de cerca de 10% no colesterol LDL pode resultar numa diminuição de 20% no risco de doença coronária.

frutas-legumesSuplementos a Base de Fibra Diminui o Colesterol

Suplementos são na maioria das vezes vitaminas, minerais e aminoácidos que complementam a alimentação.

Importante para pessoas com carências nutricionais e também para praticantes de atividade física ter um melhor desempenho ou repor perdas nutricionais durante essa prática.

Atualmente, no ritmo de vida que vivemos, perdemos muitos nutrientes com estresse, falta de tempo de preparar alimentos saudáveis ou mesmo pelo consumo exagerado de produtos industrializados.

Com isso os suplementos passam ser necessários no dia a dia, com prescrição médica ou de nutricionistas.

Mas o que é perigoso é comprar suplementos por conta própria e sair utilizando vários produtos juntos sem nenhuma orientação profissional.

Suplementos parecem ser inofensivos, mas dependendo da quantidade ou do componente podem ter consequências desagradáveis.

Nessa sessão do site iremos explicar os efeitos de cada componente dos suplementos, com objetivo de compartilhar informações com os leitores para saberem o efeito no organismo de cada um deles.

Mas lembre-se que nenhum suplemento substitui uma alimentação saudável.

Como o próprio nome diz, ele vem para suplementar à alimentação.

Terá um melhor resultado associado com hábitos de vida saudáveis.

Recomendado para você:

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Saiba Como Diminuir o Colesterol Sem Remédios
4.7 (93.33%) 3 votes

Se Você gostou, Curta Nossa Fanpage, Deixe um Comentário e Compartilhe Com os Amigas

Comentários